TST - AIRR - 1019/2002-057-02-40


11/nov/2005

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HORAS EXTRAS. CARGO DE CONFIANÇA. A análise da tese contida no recurso demanda o revolvimento do conjunto fático-probatório, vedado em sede de revista (Súmula 126). Não ocorrem as alegadas violações. Nego provimento. DA REMUNERAÇÃO. Está explicitado no acórdão regional que a demandada não impugnou de forma específica que a média de vendas mensais efetuadas pelo reclamante era de R$ 350.000,00, nem comprovou nos autos que a anotação da CTPS fora desprezada por não atingir o autor as metas estipuladas. Agravo de instrumento conhecido e não provido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 1019/2002-057-02-40
Fonte DJ - 11/11/2005
Tópicos agravo de instrumento, horas extras, cargo de confiança.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›