TST - AIRR - 136/2007-111-03-40


24/out/2008

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HORAS EXTRAS DEVIDAS. HORAS EXTRAS. CARGO DE CONFIANÇA. BANCÁRIO. O Regional deferiu o pagamento de horas extras por considerar que o reclamante não exercia cargo de confiança, a que se refere o art. 62, II, da CLT, e que a gratificação de 1/3 do salário era paga devido à natureza mais elevada do cargo exercido. Necessidade de revolvimento do conjunto fático-probatório. Impossibilidade. Incidência do óbice preconizado na Súmula nº 126 do TST. REPOUSO REMUNERADO. HORAS EXTRAS. CÁLCULO.

Tribunal TST
Processo AIRR - 136/2007-111-03-40
Fonte DJ - 24/10/2008
Tópicos agravo de instrumento, horas extras devidas, horas extras.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›