TST - AIRR - 80001/2003-900-10-00


25/jun/2004

ILEGITIMIDADE DE PARTE FUSÃO RECURSO DE REVISTA. Ao interpor o recurso de revista, competia à recorrente, que alega fusão de empresas e, conseqüentemente, ser parte legítima para recorrer, demonstrar o fato naquela oportunidade, sob pena de preclusão, uma vez que o agravo de instrumento não é apropriado para essa finalidade. Agravo de instrumento não provido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 80001/2003-900-10-00
Fonte DJ - 25/06/2004
Tópicos ilegitimidade de parte fusão recurso de revista, ao interpor o recurso.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›