TST - AIRR - 793277/2001


22/abr/2005

AGRAVO DE INSTRUMENTO CARGO DE CONÇA BANCÁRIO - ÔNUS DA PROVA DAS HORAS EXTRAS - AUSÊNCIA DE DEMONSTRAÇÃO DO DESACERTO DO DESPACHO-AGRAVADO. Não tendo o agravo de instrumento demonstrado que o recurso de revista (que versava sobre nulidade do julgado por negativa de prestação jurisdicional, inépcia da inicial, ônus da prova das horas extras, cargo de confiança bancário e responsabilidade pela atualização do crédito trabalhista) preenchia os requisitos do art. 896 da CLT e não tropeçava no óbice das Súmulas nos 126, 204, 221, 296, 333 e 337 do TST, merece ser mantido o despacho-agravado. Agravo de instrumento desprovido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 793277/2001
Fonte DJ - 22/04/2005
Tópicos agravo de instrumento cargo de conça bancário, ônus da prova das horas extras, ausência de demonstração do desacerto do despacho-agravado.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›