TST - AIRR - 1293/2002-732-04-40


29/abr/2005

AGRAVO DE INSTRUMENTO. TRASLADO DEFICIENTE. NÃO-CONHECIMENTO. Conforme dispõe o item X da Instrução Normativa nº 16/99 deste Tribunal, cumpre às partes velar pela correta formação do instrumento, não sendo possível determinar-se a realização de diligência para suprir-se a ausência de peças, ainda que essenciais. Logo, não se conhece do agravo de instrumento quando a parte, alheia às disposições constantes do artigo 897, § 5º, da CLT e do item III da supracitada instrução, deixa de providenciar o traslado de peças essenciais ao deslinde da controvérsia, seja para permitir o imediato julgamento do recurso de revista, seja para permitir a aferição da tempestividade ou não do referido recurso. Agravo de instrumento de que não se conhece.

Tribunal TST
Processo AIRR - 1293/2002-732-04-40
Fonte DJ - 29/04/2005
Tópicos agravo de instrumento, traslado deficiente, não-conhecimento.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›