TST - RR - 738549/2001


20/mai/2005

1. HONORÁRIOS DE ADVOGADO. DIVERGÊNCIA JURISPRUDENCIAL. ARESTO PARADIGMA. SÚMULA Nº 337 DESTA CORTE. NÃO-CONHECIMENTO. O único aresto transcrito nas razões de revista desserve à demonstração do dissenso, pois não atendida a orientação contida na Súmula nº 337 do Tribunal Superior do Trabalho, referente à necessidade de indicação da fonte oficial de publicação.

Tribunal TST
Processo RR - 738549/2001
Fonte DJ - 20/05/2005
Tópicos honorários de advogado, divergência jurisprudencial, aresto paradigma.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›