TST - AIRR - 781837/2001


10/fev/2006

AGRAVO DE INSTRUMENTO - HORAS “IN ITINERE”. A decisão proferida pelo egrégio colegiado, relativa ao pagamento das horas “in itinere” é resultado do conjunto fático-probatório. Assim, a discussão em torno da matéria não se coaduna com a diretriz perfilhada pela Súmula 126 do TST. Agravo de Instrumento não provido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 781837/2001
Fonte DJ - 10/02/2006
Tópicos agravo de instrumento, horas “in itinere”, a decisão proferida pelo.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›