TST - RR - 242/2001-073-09-00


22/set/2006

BANCÁRIO GERENTE-GERAL DE AGÊNCIA - HORAS EXTRAS - Consignado no acórdão do Regional que o reclamante era a maior autoridade na agência, legítima a conclusão de que estão satisfeitos os requisitos configuradores do exercício de cargo de confiança, nos termos do art. 62, II, da CLT, a teor da Súmula nº 287 desta Corte, razão pela qual não faz jus à percepção de horas extras. Recurso de revista parcialmente conhecido e provido.

Tribunal TST
Processo RR - 242/2001-073-09-00
Fonte DJ - 22/09/2006
Tópicos bancário gerente-geral de agência, horas extras, consignado no acórdão do.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›