TST - A-AIRR - 1097/2003-012-10-40


22/jun/2007

AGRAVO. DECISÃO MONOCRÁTICA. RECURSO ORDINÁRIO. IRREGULARIDADE DE REPRESENTAÇÃO. IMPOSSIBILIDADE DE SANAR VÍCIO NA FASE RECURSAL. 1. Constatado que a subscritora das razões do recurso ordinário não estava regularmente autorizada para atuar no feito, nem se encontrava investida de mandato tácito, tem-se por impertinente a pretensão da Agravante de viabilizar o processamento do recurso. 2. Agravo a que se nega provimento.

Tribunal TST
Processo A-AIRR - 1097/2003-012-10-40
Fonte DJ - 22/06/2007
Tópicos agravo, decisão monocrática, recurso ordinário.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›