TST - RR - 689632/2000


22/abr/2005

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. ENERGIA ELÉTRICA. ATIVIDADE DE TELEFONIA. EXPOSIÇÃO, AINDA QUE INTERMITENTE. O Eg. Regional entendeu indevido o adicional de periculosidade por exposição à energia elétrica ao operador de sistemas de telefonia. Recurso conhecido por divergência jurisprudencial. No mérito, decide-se consoante o fundamento de que a jurisprudência deste Tribunal, a qual acompanho, tem sido no sentido de que o direito ao adicional de periculosidade em face da exposição à energia elétrica não se restringe a profissionais ou empresas direta e especificamente vinculadas ao ramo. Precedentes da Eg. SDI-I e da Segunda Turma.

Tribunal TST
Processo RR - 689632/2000
Fonte DJ - 22/04/2005
Tópicos adicional de periculosidade, energia elétrica, atividade de telefonia.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›