TST - E-RR - 997/2005-052-11-00


18/mar/2008

EMBARGOS - SERVIDOR PÚBLICO CONTR A TADO SEM CONCURSO APÓS A CONSTITU I ÇÃO DE 1988 - NULIDADE DO CONTRATO DE TRABALHO EFEITOS 1. O artigo 37, inciso II e § 2º, da Constituição da República dispõe que a não-observância da exigência de prévia realização de concurso público implica nulidade do contr a to de trabalho, sem estabelecer, entretanto, quais serão os efeitos decorrentes da declaração de nul i dade. Assim, nada impede que o P o der Legislativo, por meio de inte r pretação autêntica da legislação ordinária art. 158 do Código C i vil anterior -, estabeleça como será indenizada a parte prejudicada (art. 19-A da Lei nº 8.036/90). 2. A Súmula nº 363 do TST, ao rec o nhecer devidos os valores referentes aos depósitos do FGTS , nada mais faz do que reconhecer, também, a constituci o nalidade do art. 19-A da Lei nº 8.036/90. Embargos não conhecidos.

Tribunal TST
Processo E-RR - 997/2005-052-11-00
Fonte DJ - 18/03/2008
Tópicos embargos, servidor público contr a tado sem concurso após a constitu, nulidade do contrato de trabalho efeitos 1.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›