Este é um exemplo grátis dos 1.400 testes que você pode ter acesso como assinante do DireitoNet.

Testes

Crimes contra o patrimônio I

Furto, roubo, estelionato e apropriação indébita.

Atualizado até a Lei nº 13.330/2016. (07/ago/2016)
Atualizado até a Lei nº 13.228/2015, que acrescentou o §4º ao art. 171 do CP. (04/jan/2016)
Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data. (17/nov/2014)
Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data. (02/abr/2013)
Revisão geral. (04/jun/2012)
Revisão geral. Este material está atualizado de acordo com o CP de 1940 e não sofreu novas alterações até esta data. (17/jul/2011)
Publicado originalmente no DireitoNet. (03/jul/2007)
Direito Penal | 03/jul/2007
Responda as 20 questões abaixo escolhendo uma alternativa de cada questão. Ao terminar, clique no botão para ver sua nota e o gabarito. Boa sorte!
1
Apoderar-se de coisa cuja posse lhe pertença, configura:
2
Pretendendo subtrair bens do escritório onde exerce a função de secretária particular do diretor, Júlia ingressa no respectivo imóvel arrombando a janela. Júlia é auxiliada por seu irmão Luiz, a quem coube a função de permanecer de vigília na porta. Ao escutar um barulho que a faz acreditar existir alguém no escritório, Júlia foge, deixando no local seu comparsa, que vem a ser preso por policiais. Aponte o(s) delito(s) perpetrado(s) por Júlia e Luiz:
3
Um funcionário de uma empresa particular utiliza, para o desempenho das atribuições do seu cargo, um bem pertencente ao acervo patrimonial de sua instituição. Após a jornada de trabalho, ele se apodera do bem em questão. Essa situação caracteriza um crime de:
4
Dentre as alternativas abaixo, aquela que qualifica o crime de furto é:
5
Tício furta um rádio da residência de Caio, inexistindo qualquer tipo de violência. Perseguido pela polícia, Tício dispara tiros para o alto e foge. Na hipótese ocorreu:
6
Tício, fazendeiro, encontra em sua propriedade animais que sabe serem do vizinho e, ao invés de devolvê-los, vende-os como seus, comete o delito de:
7
Analise as afirmações abaixo e escolha a resposta correta:

I - O roubo distingue-se da extorsão, pois no roubo a subtração da coisa é feita pelo agente, enquanto que na extorsão o apoderamento do objeto material depende da conduta da vítima.
II - A distinção entre roubo próprio e impróprio reside no momento em que o sujeito emprega a violência ou grave ameaça contra a pessoa; no roubo impróprio, a violência ou grave ameaça é exercida após a subtração do objeto material para assegurar a impunidade do crime ou a detenção da coisa, enquanto que, no roubo próprio, a violência ou grave ameaça é empregada de forma a permitir a subtração.
III - O furto mediante fraude distingue-se do estelionato pelo modo que é utilizado o meio fraudulento; no furto mediante fraude, o agente ilude a vigilância do ofendido, que, por isso, não tem conhecimento de que o objeto material está saindo da esfera de seu patrimônio e ingressando na disponibilidade do sujeito ativo. No estelionato, ao contrário, a fraude visa permitir que a vítima incida em erro.
8
O crime de extorsão mediante seqüestro consuma-se com:
9
Mévio, após esconder no mato uma bicicleta que havia furtado, viu-se despojado dela por parte de Carlos, que a subtraiu para si, com pleno conhecimento da origem do objeto. Pode-se afirmar que o segundo ladrão:
10
Assinale a alternativa CORRETA.
11
Dois indivíduos, previamente ajustados, saem de um supermercado, com mercadorias, sem passar pelo caixa, vindo um deles a ser preso em flagrante no estacionamento do supermercado, com parte das mercadorias, enquanto seu comparsa consegue fugir com o restante das mercadorias. Com relação à situação apresentada, é correto afirmar que o indivíduo preso em flagrante:
12
Assinale a opção CORRETA.
13
Assinale a opção INCORRETA.
14
O roubo próprio ocorre quando:
15
Sobre crime de receptação, é INCORRETO dizer:
16
Sobre o crime de estelionato, é CORRETO dizer:
17
Sobre crime de dano, é CORRETO dizer:
18
Analise as afirmações abaixo e escolha a resposta correta:

I - Usurpação de águas constitui o fato de o sujeito desviar ou represar, em proveito próprio ou de outrem, águas alheias.
II - O sujeito passivo do crime de usurpação de águas é quem sofre o dano em face do desvio ou represamento.
III - Para a caracterização do crime de usurpação de águas é necessário que as águas objeto do delito sejam particulares.
19
O crime de roubo qualificado pelo resultado morte:
20
Analise as afirmações abaixo e escolha a resposta correta:

I - Furto de uso, em face do Código Penal vigente, não constitui crime.
II - No furto mediante fraude, a fraude visa permitir que a vítima incida em erro e, por isso, despoje voluntariamente de seu bem, tendo consciência de que este está ingressando na esfera de disponibilidade do autor.
III - No furto qualificado pelo abuso de confiança, o sujeito não tem a posse do objeto material, que continua na esfera de proteção de seu dono.
Imprimir