Dicionário jurídico

Controle de constitucionalidade

Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (03/mar/2017)
Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (17/fev/2014)
Publicado originalmente no DireitoNet. (23/out/2012)
Direito Constitucional | 23/out/2012

É a verificação da compatibilidade que deve haver entre a Constituição Federal e as normas infraconstitucionais a ela subordinadas (leis e atos normativos). Para haver controle de constitucionalidade, são dois os seus pressupostos: existência de uma Constituição rígida e previsão constitucional de um mecanismo de fiscalização da validade das leis. O controle poderá ser preventivo ou repressivo. Será preventivo (a priori) quando feito antes de a norma estar pronta e acabada, sobre o projeto de lei. Assim, o Poder Executivo evita que uma norma inconstitucional seja produzida, mediante veto presidencial por inconstitucionalidade, conforme §1º, do artigo 66, da CF. Também pode ser feito através do Poder Legislativo (Comissão de Constituição e Justiça) e, excepcionalmente, pelo Poder Judiciário. Por sua vez, o controle repressivo (sucessivo, a posteriori) é exercido sobre norma já existente no ordenamento jurídico, realizado pelo Poder Judiciário, para que seja retirada a norma inconstitucional do ordenamento.

Fundamentação:

Artigos 49, inciso V, 66, §1º, 97, 102, inciso I, alínea “a”, e inciso II, alínea “b”, 103, da Constituição Federal

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

PAULO, Vicente. ALEXANDRINO, Marcelo. Direito Constitucional Descomplicado. 3. ed. São Paulo: Método, 2008.

Veja mais sobre Controle de constitucionalidade no DireitoNet.

Imprimir

Receba novidades por e-mail

Crie sua conta no DireitoNet para receber gratuitamente o boletim com as principais novidades do mundo jurídico.

Criar minha conta gratuita
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet