Dicionário jurídico

Constituição Federal

Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (17/ago/2020)
Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (31/out/2017)
Publicado originalmente no DireitoNet. (09/mar/2015)
Perguntas & Respostas (2)

Trata-se de norma fundamental que organiza o Estado e determina a divisão dos poderes políticos, os direitos e garantias fundamentais, a ordem social e econômica. Sob o ponto de vista político, pode ser entendida como o conjunto de decisões do poder constituinte ao criar ou reconstruir o Estado, criando e legitimando os órgãos de poder e regulando suas relações mútuas e entre eles e a sociedade. Por outra lado, sob o enfoque jurídico, abrem-se dois sentidos: no sentido material, preocupa-se com o conteúdo das normas, que organizam o poder político, os valores e fins a serem alcançados pelo Estado e os direitos fundamentais; no sentido formal, a Constituição ocupa no ordenamento jurídico posição hierárquica privilegiada em relação às demais normas do ordenamento jurídico, regulando o modo de produção das demais normas, servindo de fundamento de validade de todas as leis que forem editadas pelo país e, por consequência, limitando seus conteúdos.


 

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

PADILHA, Rodrigo. Direito Constitucional. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: MÉTODO, 2014.

Veja mais sobre Constituição Federal no DireitoNet.

Imprimir  
Perguntas & Respostas (2)
 
Na Constituição Federal, em relação à repartição de competências entre as entidades federativas, há o princípio da predominância do interesse. No que consiste este princípio?

Segundo o princípio da predominância do interesse, que norteia a repartição de competências entre os entes federativos, à União caberão as matérias e questões de predominante interesse geral (nacional), já aos Estados ficarão as matérias e assuntos de interesse regional, enquanto aos Municípios caberão as questões predominante interesse local. Com efeito, as competências da União são enumeradas nos artigos 21 e 22 da CF, já os Estados ficam com os poderes remanescentes (artigo 25, § 1º, da CF) e, por fim, as competências dos Municípios são indicadas genericamente no artigo 30 da CF.

Respondida em 23/09/2020
 
O que é competência comum entre os entes federativos?

Trata-se de competência não legislativa, ou seja, competência organizacional (gerencial) do Estado, em que os quatro entes federativos (União, Estados, Distrito Federal e Municípios) podem agir de forma independente (artigo 23 da CF). Com efeito, a CF estabelece que leis complementares fixarão normas para a cooperação entre a União e os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, tendo em vista o equilíbrio do desenvolvimento e do bem-estar em âmbito nacional (parágrafo único do citado artigo 23).

Respondida em 23/09/2020
Envie sua pergunta

Nossa equipe está a sua disposição para complementar as informações contidas neste conteúdo. Confira abaixo as regras para envio de perguntas ao DireitoNet:

Antes de enviar uma pergunta, sugerimos que faça uma busca no DireitoNet já que muitas das respostas podem ser encontradas no site
Sua pergunta deve ser objetiva, relacionada ao conteúdo acima e relevante para os demais leitores do DireitoNet
Caso sua pergunta seja respondida, você será avisado por e-mail e sua pergunta será publicada nesta página de forma anônima
Perguntas sobre casos específicos ou que incluam qualquer tipo de identificação pessoal não serão respondidas. Se você procura consultoria jurídica, recomendamos que consulte um advogado
Fica a critério do DireitoNet avaliar a relevância da pergunta e oferecer uma resposta

Você deve ser assinante do DireitoNet para poder enviar uma pergunta. Faça já sua assinatura e tenha também acesso a todo o conteúdo do DireitoNet.

Faça sua assinatura
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet