Dicionário jurídico

Teoria da causa madura (Processo Civil) - Novo CPC - (Lei nº 13.105/15)

Atualizado de acordo com o Novo CPC - (Lei nº 13.105/15) (28/jun/2016)
Revisado de acordo com a Lei nº 12.810/2013, que acrescentou o art. 285-B ao CPC. (24/mai/2013)
Publicado originalmente no DireitoNet. (06/jan/2011)
Processo Civil | 06/jan/2011

Quando a causa versar somente sobre questão de direito e estiver em condições de julgamento imediato, ou seja, não necessitar de produção de outras provas além das que já constam nos autos, o juiz poderá julgar o meritum causae de imediato sem sequer citar a parte contrária.

A teoria da causa madura prestigia os princípios da celeridade e da instrumentalidade sem que nenhuma das partes saia prejudicada.

Fundamentação:

Artigo 332 ,do Código de Processo Civil
Artigo 1.013, §3°, do Código de Processo Civil

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

MENEZES, Iure Pedroza. O art. 285-A do CPC e a teoria da causa madura. Disponpivem em: http://jus.uol.com.br/revista/texto/10166/o-art-285-a-do-cpc-e-a-teoria-da-causa-madura. Acessado em: 06 de janeiro 2011.

Veja mais sobre Teoria da causa madura (Processo Civil) - Novo CPC - (Lei nº 13.105/15) no DireitoNet.

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet