Dicionário jurídico

Indulto

Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data. (26/ago/2017)
Atualizado até a Lei nº 13.167/2015. (09/out/2015)
Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (18/ago/2015)
Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data. (07/mai/2013)
Publicado originalmente no DireitoNet. (08/set/2009)
Direito Penal | 08/set/2009

Consiste em modo de extinção da punibilidade sem que haja referência expressa a cada beneficiário da medida, e sem fazer cessar os efeitos secundários da condenação. Indulto é ato de clemência do Poder Público em favor de um ou de vários réus (natureza coletiva). A concessão do indulto é de competência exclusiva do Presidente da República. Note-se que o indulto individual pode ser total, atingindo todas as sanções impostas ao condenado; ou parcial, quando reduz ou substitui a sanção (comutação).

Fundamentação:

Art. 84, XII da CF
Art. 107, II do CP
Arts. 70, I, 112 § 2º, 128 e 188 a 193 da LEP (Lei nº 7.210/84)

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

MIRABETE, Julio Fabbrini. Execução Penal. 11ª ed. São Paulo: Editora Atlas, 2004.

Veja mais sobre Indulto no DireitoNet.

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet