Dicionário jurídico

Fidelidade partidária

Perguntas & Respostas (5)

Trata-se da responsabilidade que o parlamentar tem com os deveres partidários, na conformidade do que disponha o estatuto de cada partido.

Segundo a Constituição Federal, o estatuto do partido deve estabelecer normas de disciplina e fidelidade partidária.  Ademais, a Lei nº 9.096/95 estabelece: “O estatuto do partido poderá estabelecer, além das medidas disciplinares básicas de caráter partidário, normas sobre penalidades, inclusive com desligamento temporário da bancada, suspensão do direito de voto nas reuniões internas ou perda de todas as prerrogativas, cargos e funções que exerça em decorrência da representação e da proporção partidária, na respectiva Casa Legislativa, ao parlamentar que se opuser, pela atitude ou pelo voto, às diretrizes legitimamente estabelecidas pelos órgãos partidários" (artigo 25).

Por fim, ressalta-se que a infidelidade partidária não gera perda de mandato (artigo 55 da CF). Consoante a Súmula TSE nº 67, “a perda do mandato em razão da desfiliação partidária não se aplica aos candidatos eleitos pelo sistema majoritário”.

Fundamentação:

Artigo 17, § 1º, da Constituição Federal
Artigos 25 e 26 da Lei nº 9.096/95

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

GOMES, José Jairo. Direito eleitoral. 14. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

Veja mais sobre Fidelidade partidária no DireitoNet.

Imprimir  
Perguntas & Respostas (5)
 
O processo de perda de cargo eletivo, bem como de justificação de desfiliação partidária, tem preferência sobre os demais?

Conforme o artigo 12 da Resolução do TSE nº 22.610/07, a tramitação dos processos nela regulados tem preferência sobre os demais.

Respondida em 07/03/2021
 
O ato que decreta a perda de cargo eletivo por infidelidade partidária é recorrível?

O artigo 11 da Resolução do TSE nº 22.610/07 determina que são irrecorríveis as decisões interlocutórias do Relator, as quais poderão ser revistas no julgamento final, de cujo acórdão cabe o recurso previsto no artigo 121, § 4º, da Constituição Federal.

Respondida em 07/03/2021
 
Qual a natureza da decisão judicial que decreta a perda de cargo eletivo em razão de infidelidade partidária?

A decisão apresenta natureza constitutiva negativa ou desconstitutiva, uma vez que o ato apaga a relação jurídica havida entre o mandatário e o Estado, extinguindo o mandato.

Respondida em 07/03/2021
 
Decretada a perda de cargo eletivo em decorrência de desfiliação partidária, quem deve ser investido no cargo vago?

De acordo com o artigo 10 da Resolução do TSE nº 22.610/07, julgando procedente o pedido, o tribunal decretará a perda do cargo, comunicando a decisão ao presidente do órgão legislativo competente para que emposse, conforme o caso, o suplente ou o vice, no prazo de 10 (dez) dias.

Respondida em 07/03/2021
 
A expulsão do partido autoriza a agremiação postular a perda do cargo eletivo do expulso?

O TSE tem afirmado ser incabível a propositura de ação de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária se o partido expulsa o mandatário da legenda, pois a questão alusiva à infidelidade partidária envolve o desligamento voluntário da agremiação.

Respondida em 07/03/2021
Envie sua pergunta

Nossa equipe está a sua disposição para complementar as informações contidas neste conteúdo. Confira abaixo as regras para envio de perguntas ao DireitoNet:

Antes de enviar uma pergunta, sugerimos que faça uma busca no DireitoNet já que muitas das respostas podem ser encontradas no site
Sua pergunta deve ser objetiva, relacionada ao conteúdo acima e relevante para os demais leitores do DireitoNet
Caso sua pergunta seja respondida, você será avisado por e-mail e sua pergunta será publicada nesta página de forma anônima
Perguntas sobre casos específicos ou que incluam qualquer tipo de identificação pessoal não serão respondidas. Se você procura consultoria jurídica, recomendamos que consulte um advogado
Fica a critério do DireitoNet avaliar a relevância da pergunta e oferecer uma resposta

Você deve ser assinante do DireitoNet para poder enviar uma pergunta. Faça já sua assinatura e tenha também acesso a todo o conteúdo do DireitoNet.

Faça sua assinatura
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet