Notícias

OAB-SP defende transmissão de julgamento de von Richthofen

Direito Penal | 01/jun/2006

Fonte: OAB - Conselho Federal

O presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo, Luiz Flávio Borges D´urso, defendeu hoje (01) a transmissão ao vivo, por rádio e televisão, do julgamento de Suzane von Richthofen. No entendimento de D´Urso, a medida emitirá transparência nos trabalhos do Judiciário e terá cunho pedagógico, levando a conhecimento da opinião pública de que forma funciona a Justiça brasileira. A defesa foi feita em encontro realizado hoje com o presidente nacional da OAB, Roberto Busato, que está na capital paulista para receber a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo).

D'Urso defende que não só o julgamento de Suzane von Richthofen seja transmitido, mas que todos os outros sejam exibidos da mesma maneira, para que a sociedade acompanhe o andamento dos casos e ganhe conhecimento sobre o funcionamento do Judiciário. Para justificar seu entendimento, ele citou o exemplo de um canal a cabo nos Estados Unidos que transmite ininterruptamente, 24 horas por dia, todos os tipos de julgamentos (criminais, cíveis e casos de família), detendo uma boa audiência.

"Quando se trata de um processo criminal, a câmera preserva a imagem dos componentes do júri, as testemunhas e o acusado”, explicou o presidente da OAB-SP, defendendo que o procedimento seja adotado também para a transmissão de julgamentos no Brasil. “Esses assuntos interessam não só aos operadores e a estudantes de Direito, mas acredito que sejam de interesse de toda a sociedade”, acrescentou Luiz Flávio Borges D´urso.

Suzane von Richthofen é acusada de ter matado os pais com a ajuda dos irmãos Cravinhos, em 31 de outubro de 2002.

Fonte: OAB - Conselho Federal

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet