Notícias

Sala de Monitoramento do PJe possibilita a verificação da “saúde” do sistema em cada Regional

Direito Administrativo | 05/out/2017

Fonte: TST - Tribunal Superior do Trabalho

A Sala de Monitoramento do Processo Judicial Eletrônico (PJe) do Conselho Superior da Justiça do Trabalho  (CSJT) foi modernizada e agora possibilita que os servidores verifiquem, em tempo real, o funcionamento do sistema em todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs). “As quatro telas de monitoramento permitem um acompanhamento amplo, dinâmico e mais ágil”, explica a secretária-geral do CSJT, Márcia Sott. “Contávamos apenas com um televisor e isso dificultava o acompanhamento do PJe nos 24 TRTs. Agora, podemos visualizar em tempo real os problemas que podem surgir e buscar uma solução”.

De acordo com o coordenador técnico do PJe do CSJT, Christiano Carvalho, essa ferramenta possibilita que o Conselho notifique o TRT no momento imediatamente após a ocorrência do contratempo. “Assim que verificamos o problema, entramos em contato com o Regional para solucionar o ajuste”, afirma.

O coordenador explica que o monitoramento é feito apenas no ambiente externo, utilizado por advogados, cidadãos e usuários externos. “Monitoramos se o público está enfrentando dificuldades para acessar a plataforma”, complementa. Segundo Carvalho, quando existe um incidente, o TRT é notificado para fazer as correções e também para que emita uma certidão de indisponibilidade, informativo on-line para que o usuário saiba do problema.

A Sala de Monitoramento tem como objetivo dar suporte para os TRTs, uma vez que cada tribunal tem acesso ao sistema, podendo verificar os erros e corrigi-los. Carvalho salientou que os 24 TRTs têm acesso à ferramenta e possuem uma equipe de incidentes, que faz a análise, monitoramento e atua diretamente no PJe correspondente. “Não é responsabilidade da Coordenadoria Técnica do Processo Judicial eletrônico do CSJT (CTPJe) nem do CSJT tomar algum tipo de ação para solucionar os problemas no sistema. Apenas notificamos o Regional que está com problema para que este o solucione”, assinala.

Além da disponibilidade do sistema, também é possível visualizar quantas sessões estão ativas, o número de usuários conectados em cada Regional, e se existem gargalos nos horários de pico de uso do sistema. Para a secretária-geral do CSJT, com essa ferramenta, “a equipe fica mais motivada porque tem os equipamentos necessários para trabalhar”.

Fonte: TST - Tribunal Superior do Trabalho

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet