Dicionário jurídico

Ação cambial

Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (16/mar/2017)
Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data. (16/dez/2015)
Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (19/dez/2013)
Publicado originalmente no DireitoNet. (09/nov/2010)
Processo Civil | 09/nov/2010

No direito brasileiro, a ação cambiária nada mais é que uma ação executiva típica. Seu objetivo é a cobrança do título cambiário, como, por exemplo, o cheque, a nota promissória, a letra de câmbio, a duplicata, dentre outros.

O portador do título cambiário tem direito à ação cambiária contra todos os obrigados e coobrigados, sem a necessidade de observar a ordem em que se obrigam.

A ação cambial pode ser direta ou indireta. A direta é estabelecida contra o devedor principal e seus avalistas. Já a ação indireta, também chamada de ação regressiva, é movida em face dos obrigados anteriores, por exemplo, endossante que paga ao endossatário.

Fundamentação:

Artigos 5º, 17, 47 e 48, da Lei Uniforme de Genebra

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

PIRES, Adriana C. Ação cambial. Disponível em: . Acessado em: 09 de novembro de 2010.

Veja mais sobre Ação cambial no DireitoNet.

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet