Artigos

O novo advogado e a importância do primeiro passo rumo ao sucesso

O jovem advogado tende a iniciar a profissão totalmente sem direção justamente pelo amplo leque de opções que o direito lhe proporciona. Um fato é certo, se o jovem profissional não der o primeiro passo o sucesso nunca chegará. Mas qual seria o primeiro passo?

Direito Civil | 08/mai/2016

Em qualquer curso de Direito o discurso dos acadêmicos é sempre o mesmo: ”Escolhi direito pelo amplo leque de possibilidades profissionais a serem percorridas”. Ao final da faculdade os acadêmicos, agora formados, optam por caminhos diferentes, advocacia, assessoria, concurso público, entre outros. Uns buscam apenas estabilidade profissional outros a realização de um sonho. 

Aos que buscam estabilidade só lhes resta caminhar em busca da aprovação em um concurso público. Aos que buscam um sonho, independente de qual seja, ser advogado, juiz, promotor de justiça, defensor público, procurador, um longo e árduo caminho deve ser percorrido. Mas, por onde começar?

Voltando-se para a advocacia, durante a faculdade de Direito não é ensinado como iniciar a profissão. Para um acadêmico sonhador, parece ser fácil montar o próprio escritório ou incorporar uma grande banca ou um departamento jurídico de uma empresa ou associar-se a colegas. Na prática, após a aprovação no exame da ordem e com a vermelhinha em mãos, as coisas não são tão simples como pareciam ser na faculdade.

Olhamos para os advogados bem sucedidos, com prestígio, e enxergamos grandes possibilidades financeiras, casos de expressão midiática, o charme que envolve a advocacia e sonhamos cada vez mais com a nossa vez. Aí está o primeiro problema, todo esse glamour está cada vez mais longe de ser a realidade de um novo advogado. Esta figuração certamente é a que mais afeta o jovem advogado, pois é desiludido não somente pela sociedade, mas principalmente pela própria família que espera de imediato o resultado pretendido.

A verdade é que ter um diploma de graduação é ter um papel com o seu nome. Evidente que este papel pode abrir diversas oportunidades de trabalho, mas devemos ter clareza e saber que ter o diploma não vai ser um passe mágico para o sucesso.

Sei que é algo um pouco evidente, porém, é necessário dizer. Muitas pessoas se formam e, curiosamente, se acomodam. Pensam que agora que concluíram a graduação é só esperar que o mercado vai descobrir todo o seu talento e todo o seu potencial. Não, não é assim. 

Qualquer profissional no inicio da carreira teve dificuldades. Com o novo advogado não é diferente, todos os dias enfrenta-se problemas com a captação ética de clientela, falta de experiência, gastos excessivos com a manutenção do trabalho, “networking”, baixas remunerações, recebimento de cliente, e o tão almejado e demorado resultado positivo das ações.

E é esse o primeiro aspecto a ser observado quando você se depara com um profissional que obteve o sucesso, o caminho percorrido, os primeiros passos, como ele iniciou, como conquistou os primeiros clientes, como aprendeu a trabalhar em um escritório e defender os interesses de seus clientes como se dele fosse.

Na advocacia, como em qualquer outra carreira, é muito difícil iniciar com prestígio. Uma imagem não é imposta e sim construída, desde o início da faculdade o futuro advogado deve trabalhar na construção da reputação sólida na sociedade. Isso é um grande diferencial. 

O jovem advogado tende a iniciar a profissão totalmente sem direção justamente pelo amplo leque de opções que o direito lhe proporciona. Um fato é certo, se o jovem profissional não der o primeiro passo o sucesso nunca chegará. Mas qual seria o primeiro passo? 

A tomada de decisão é o primeiro passo. Você precisa decidir qual caminho quer trilhar, associar-se a colegas ou montar seu próprio escritório? Lembre-se que são suas decisões, e não suas condições, que determinam seu destino. No instante em que é tomada uma nova decisão, entra em movimento uma nova causa, efeito, direção e destinação para a sua vida. Literalmente, você começa a mudar sua existência no momento em que toma uma nova decisão.

Nesse ponto é preciso analisar as circunstâncias e deixar claro para si mesmo do que se trata o sucesso profissional, ou melhor, estabelecer o que para você é sucesso profissional, como você se vê daqui cinco anos, o que gostaria de estar fazendo ou ganhando? Isso te trará felicidade? Vale lembrar que desesperar-se na escolha de um caminho não vai ajudar. Não ajuda mesmo, digo com conhecimento de causa. Após obter a resposta é hora de agir.

Se não há ação, você não decidiu realmente. 

Atitude! Comece deixando a vergonha e o orgulho de lado. Essa é a hora de contar com o apoio dos colegas, novos advogados, advogados experientes, de familiares e apresentar-se ao mundo jurídico, bater na porta dos escritórios e se fazer conhecer. Você precisa ser lembrado, e como já dizia o velho ditado: “Quem não é visto não é lembrado.”

Abra-se para novas oportunidades. “Nunca feche uma porta” foi a frase que eu mais ouvi de um grande amigo no início dessa fase tão difícil que é a tomada de decisões que influenciarão toda a sua vida.

Para expandir, é preciso experimentar. As oportunidades normalmente estão esperando apenas um pouquinho fora da sua caixa de complacência. Abrir-se para novas oportunidades pode criar panoramas totalmente novos de potencial e abrir novos caminhos para a descoberta. Faça coisas que você normalmente não faz e dedique-se

Supere os preconceitos em relação ao que você acha que sabe ou conhece. Todo profissional já passou e ainda vai passar por muitas mudanças durante a vida. Mudanças boas e mudanças ruins, altos e baixos, perdas e ganhos, conquistas e renúncias. Nossa história é construída graças a estas oscilações que nos fazem trocar de lugar, transformar idéias, abandonar uma coisa e iniciar outra e, principalmente, crescer.

Você chegou onde está hoje graças a todas as decisões e atitudes que tomou diante das oportunidades que teve. O momento é de agir e determinar como será o seu presente e o seu futuro. As oportunidades futuras apenas apareceram se você se mexer, se não tiver medo de dar o primeiro passo rumo ao seu objetivo. 

Não basta apenas ficar no discurso, já dizia William James: “É a nossa atitude no início de uma tarefa difícil, que, mais do que qualquer outra coisa, vai afetar o seu resultado bem sucedido.” Ou seja, decida e tome a atitude para destacar-se dentre os 960 mil advogados registrados e atuantes no Brasil, número divulgado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Diante deste cenário já se imagina que não são fáceis os desafios do profissional da advocacia.  

Ter a consciência de que é necessária uma boa formação jurídica e atualizar-se sempre faz com você esteja à frente de muitos dos advogados. Além disso, entender o poder que tem em suas mãos é importantíssimo, cabe ao você, o novo advogado, demonstrar a classe e a sociedade que ser iniciante não é sinônimo de ingenuidade e desconhecimento. Aquele que não luta pelo futuro que quer, deve aceitar o futuro que vier.

Apesar das dificuldades enfrentadas inicialmente você irá perceber que é o primeiro passo, aquele que você dá fora da sua zona de conforto, o mais importante da sua vida.

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet