Artigos

Senador propõe discussão sobre a maconha

De acordo com a agência de notícias do Senado Federal, o senador Eduardo Suplicy, motivado por um documentário (Quebrando o Tabu), em que o ex-presidente Fernando Henrique, dentre outros ex-presidentes de vários países, são protagonistas, declarou que o tema da legalização da maconha ou da...

Direito Penal | 31/mai/2011

De acordo com a agência de notícias do Senado Federal, o senador Eduardo Suplicy, motivado por um documentário (Quebrando o Tabu), em que o ex-presidente Fernando Henrique, dentre outros ex-presidentes de vários países, são protagonistas, declarou que o tema da legalização da maconha ou da manutenção da sua proibição deve ser discutido no Brasil.

Dessarte, disse o senador:

- Creio ser chegado o momento de o Parlamento discutir o assunto, numa série de audiências públicas, com especialistas contrários e favoráveis à descriminalização, além de estudarmos os exemplos de outros países para, juntamente com toda a população brasileira, decidirmos o caminho que o Brasil deve adotar com relação à descriminalização.”

Assim, no Brasil, cada vez mais, modifica-se o panorama para que o problema seja tratado com mais afinco pelo Estado e pela sociedade em geral, não ficando confinado apenas no âmbito dos especialistas da saúde.

Dito isso, conquanto eu seja contrário à legalização, acredito que uma discussão séria sobre esse assunto desmistificará a droga, deixando patente seus malefícios, exceto para uso terapêutico, conforme apontam os especialistas de escol no mundo inteiro.

Entretanto, consoante informado pela agência de notícias do Senado Federal: “Suplicy lembrou ainda que não há consenso entre a comunidade médica sobre esse tema, havendo especialistas que dizem que a descriminalização poderá aumentar o consumo, e outros que consideram a maconha uma droga bastante segura.”

Desse modo, a discussão com especialistas e com a sociedade parece ser apta a trazer respostas e soluções mais seguras.

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet