Notícias

Júri Popular condena a 15 anos assassino de conselheiro federal da OAB

Processo Penal | 04/set/2003

Fonte: OAB - Conselho Federal

Foi condenado a 15 anos de reclusão, em regime integralmente fechado, o último dos acusados pelo assassinato do advogado e conselheiro federal Paulo Coelho. O Júri Popular que condenou Luiz Antonio Batista como participante do assassinato de Paulo Coelho aconteceu na última terça-feira, 2 de setembro, em Boa Vista, Roraima, onde o crime foi praticado em 1993.

Em ofício encaminhado ao presidente nacional da OAB, Rubens Approbato Machado, o presidente da OAB/RR, Antonio Oneildo Ferreira, atribuiu a condenação dos culpados em grande parte ao esforço da Seccional.

O empreendimento, enfatizou, contou com o integral apoio do presidente Rubens Approbato, a participação decisiva da Comissão Nacional de Defesa dos Direitos e Prerrogativas dos Advogados, representada pelos advogados Paulo Sérgio Leite Fernandes e Otávio Augusto Rossi Vieira e ainda a participação do conselheiro secional Vilmar Francisco Maciel, que atuou na assistência de acusação, na condição de representante da OAB e da família da vítima.

A defesa de Luiz Antonio Batista havia tentado transferir para outra localidade a sessão de Tribunal do Júri a que foi submetido na capital de Roraima, mas a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) indeferiu o pedido por unanimidade, no dia 26/08.

Fonte: OAB - Conselho Federal

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet