Notícias

Indenização de transporte só é devida quando for de interesse do serviço

Direito Civil | 03/mar/2003

Fonte: AgPREV - Agência de Notícias da Previdência Social

O juiz Mauro Luis Rocha Lopes, da Justiça Federal do Rio de Janeiro, negou o pedido de um procurador da República que pretendia receber indenização de transporte, porque foi transferido a pedido de São Paulo para trabalhar em Niterói (RJ). A Advocacia da União no Rio de Janeiro argumentou que o procurador foi removido por vontade própria, e não por interesse do serviço como alega, por isso não tem direito à ajuda de custo.

Em sua decisão, o juiz Mauro Lopes concordou com os argumentos dos advogados públicos, de que a Lei Complementar nº 75/93 só garante ajuda de custo para pagar viagem de transferência, quando for de interesse do trabalho. Porém, isso não acontece neste caso.

Fonte: AgPREV - Agência de Notícias da Previdência Social

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet