Perfil

Lorena de Azevedo Almeida

Advogada. Pós-graduada em Direito Administrativo pela Universidade Anhanguera – UNIDERP, Rede de Ensino LFG.

lorena.azevedo@gmail.com

Lorena de Azevedo Almeida

Advogada. Pós-graduada em Direito Administrativo pela Universidade Anhanguera – UNIDERP, Rede de Ensino LFG.

lorena.azevedo@gmail.com

Artigos publicados (1)

Entende-se não ser possível a aplicação do princípio da insignificância para os atos de improbidade administrativa, conforme afirmado pela corrente majoritária, tendo em vista que não há ofensa que possa ser considerada insignificante na Administração Pública.
08/05/2016|Administrativo| Favorito