Brasileiro naturalizado


01/mar/2016
 
Histórico de atualizações deste conteúdo
03/fev/2014 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
01/mar/2016 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
19/set/2012 Publicado no DireitoNet.

É o estrangeiro que, por meio de processo de naturalização, adquire a nacionalidade brasileira. Trata-se, pois, de uma opção do indivíduo, é a chamada nacionalidade derivada, que depende de ato voluntário do agente. Nesse aspecto, a Constituição Federal elenca os seguintes requisitos para a naturalização: a) os estrangeiros que, na forma da lei, adquiram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de países de língua portuguesa residentes por um ano ininterrupto e idoneidade moral; b) os estrangeiros de qualquer nacionalidade, residentes na República Federativa do Brasil há mais de quinze anos ininterruptos e sem condenação penal, desde que requeiram a nacionalidade brasileira. Os lusitanos recebem da Lei Ápice tratamento diferenciado em relação aos demais estrangeiros residentes no país. São duas as regras de tratamento existentes: a) os portugueses são equiparados aos brasileiros naturalizados se houver reciprocidade em favor dos brasileiros residentes em Portugal, conforme preceitua o §1º, do artigo 12; e b) os lusitanos podem adotar a nacionalidade brasileira derivada expressa se seguir todo o procedimento para a obtenção da naturalização, assim como os nacionais originários de países de língua portuguesa. É exigido, para isso, residência por um ano ininterrupto, idoneidade moral e desejo de ser brasileiro (requerimento de naturalização).

Fundamentação:

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

Veja mais sobre Brasileiro naturalizado no DireitoNet.

Histórico de atualizações deste conteúdo
Críticas ou sugestões? Clique aqui
03/fev/2014 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
01/mar/2016 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
19/set/2012 Publicado no DireitoNet.