Dicionário jurídico

Benfeitorias

Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data. (17/ago/2015)
Revisão geral. Este material está atualizado de acordo com o CC e não sofreu alterações até esta data. (20/abr/2013)
Publicado originalmente no DireitoNet. (08/set/2009)
Direito Civil | 08/set/2009

As benfeitorias são obras realizadas na coisa móvel ou imóvel com a finalidade de conservá-la, melhorá-la ou embelezá-la. Note-se que se as obras alteraram a natureza da coisa, não poderão ser consideradas benfeitorias. Além disso, não se consideram benfeitorias os melhoramentos feitos sem a intervenção do possuidor, proprietário ou detentor da coisa. De acordo com o artigo 96, do Código Civil, "as benfeitorias podem ser voluptuárias, úteis ou necessárias. São voluptuárias as de mero deleite ou recreio, que não aumentam o uso habitual do bem, ainda que o tornem mais agradável ou sejam de elevado valor; são úteis as que aumentam ou facilitam o uso do bem; são necessárias as que têm por fim conservar o bem ou evitar que se deteriore".

Fundamentação:

Arts. 96, 97, 242, 453 a 455, 504, parágrafo único, 505, 578, 878, 964, III, 1.219 a 1.222, 1.322, 1.660, IV, 1.922, parágrafo único e 2.004, § 2º do CC
Arts. 628, 754, IV e § 1º e 1.118, II e III, do CPC

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

Veja mais sobre Benfeitorias no DireitoNet.

Imprimir
O Direito está em constante evolução. Não fique para trás.
Acompanhe as novidades que afetam seu dia-a-dia no estudo e na prática jurídica
Conheça o DireitoNet