TST - AIRR - 550/2005-071-01-40


29/fev/2008

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HORAS EXTRAS. ÔNUS DA PROVA. A Corte regional não concluiu pela invalidade do modelo das folhas de freqüência, mas consignou que, com base na prova testemunhal, o registro nelas contido não corresponde à verdadeira jornada de trabalho cumprida pelo reclamante, considerando a jornada apresentada na reclamação trabalhista. O reclamante não se desincumbiu do ônus da prova.

Tribunal TST
Processo AIRR - 550/2005-071-01-40
Fonte DJ - 29/02/2008
Tópicos agravo de instrumento, horas extras, ônus da prova.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›