TST - AIRR e RR - 97412/2003-900-04-00


12/dez/2008

RECURSO DE REVISTA DO RECLAMANTE. DANO MORAL NÃO VERIFICADO. FURTO DE NUMERÁRIO. ACUSAÇÃO DE DESÍDIA. DE S PEDIDA POR JUSTA CAUSA CONVERTIDA EM DECISÃO IMOTIVADA JUDICIALMENTE. A v. decisão, ao manter a r. sentença, por não configurar dano moral, explicitou que o Banco jamais acusou o reclama n te de furto de numerário desaparec i do, mas sim conduta desidiosa no d e sempenho das funções foi imputada ao autor. O aresto colacionado, que pa r te da premissa de abuso do empregador na utilização do dreito potestativo de dispensa, com acusação de desídia, não diverge do entendimento do eg. TRT, que expressamente indica não ter havido abuso por parte do empregador, ao contrário do aresto colacionado.

Tribunal TST
Processo AIRR e RR - 97412/2003-900-04-00
Fonte DJ - 12/12/2008
Tópicos recurso de revista do reclamante, dano moral não verificado, furto de numerário.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›