TST - ED-A-AIRR - 230/2001-462-02-40


05/dez/2008

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. CARÁTER I N FRINGENTE E INTUITO PROTELATÓRIO. MULTA. Nega-se provimento aos embargos de declaração, porquanto a prestação jurisdicional foi entregue sem os vícios relacionados nos arts. 897-A da CLT e 535 do CPC, impondo-se multa em virtude do caráter infringente e o intuito manifestamente protelatório da medida processual eleita pela reclamada.

Tribunal TST
Processo ED-A-AIRR - 230/2001-462-02-40
Fonte DJ - 05/12/2008
Tópicos embargos de declaração, caráter i n fringente e intuito protelatório, multa.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›