TST - A-AIRR - 889/1997-432-02-40


19/set/2008

AGRAVO. DECISÃO MONOCRÁTICA. HORAS EXTRAS. DIVISOR 220. É inviável a reforma da decisão monocrática mediante a qual se denegou seguimento ao agravo de instrumento, quando as alegações da parte foram rejeitadas de forma clara e fundamentada, ao se demonstrar que a adoção do divisor 220 para o cálculo do salário hora do empregado mensalista decorre de mera interpretação matemática do texto constitucional. Agravo a que se nega provimento.

Tribunal TST
Processo A-AIRR - 889/1997-432-02-40
Fonte DJ - 19/09/2008
Tópicos agravo, decisão monocrática, horas extras.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›