TST - AIRR - 1748/2004-311-02-40


19/set/2008

ESTABILIDADE. DOENÇA NO TRABALHO. PROVA PERICIAL. MATÉRIA FÁTICO-PROBATÓRIA. SÚMULA Nº 126 DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO. A conclusão do Tribunal Regional de que não há nexo de causalidade entre a doença adquirida pela reclamante e as atividades desenvolvidas na empresa reveste-se de natureza fático-probatório, nos moldes da Súmula nº 126 do Tribunal Superior do Trabalho. Agravo de instrumento a que se nega provimento.

Tribunal TST
Processo AIRR - 1748/2004-311-02-40
Fonte DJ - 19/09/2008
Tópicos estabilidade, doença no trabalho, prova pericial.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›