TST - RR - 298/2005-246-01-00


19/set/2008

INSS. ACORDO HOMOLOGADO JUDICIALMENTE. AVISO-PRÉVIO INDENIZADO. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. INCIDÊNCIA INDEVIDA. Apesar de a Lei n. o 9.528/1997, que alterou a redação da Lei n. o 8.212/1991, ter suprimido o aviso-prévio indenizado do rol das parcelas que não integram o salário-de-contribuição, o Decreto n. o 3.048/1999, em seu artigo 214, § 9º, alínea f, expressamente consagrou a isenção do aviso-prévio indenizado para efeito da contribuição previdenciária. Resulta daí que a parcela não integra o salário-de-contribuição, porquanto destinada a retribuir obrigação não adimplida, concernente ao aviso não concedido, ou seja, não tem a finalidade de remunerar trabalho algum. Porque evidente a natureza indenizatória do aviso-prévio indenizado, não há falar em incidência da contribuição previdenciária sobre tal parcela, nos termos do artigo 214, § 9º, inciso V, alínea f, do Decreto n. o 3.048/1999. Precedente da Corte. Recurso de Revista conhecido e não provido.

Tribunal TST
Processo RR - 298/2005-246-01-00
Fonte DJ - 19/09/2008
Tópicos inss, acordo homologado judicialmente, aviso-prévio indenizado.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›