TST - AIRR - 261/2006-069-03-40


19/set/2008

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HORAS EXTRAS. SUSPEIÇÃO DE TESTEMUNHA. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. Correto o despacho denegatório, pois, no tocante às horas extras, a aferição da alegação recursal ou da veracidade da assertiva do Tribunal Regional depende de nova análise do conjunto fático-probatório dos autos, procedimento vedado nesta instância recursal, nos termos da Súmula 126 do TST. Quanto à suspeição da testemunha e honorários advocatícios, o v. acórdão do Regional encontra em sintonia com a Súmula 357 e OJ 348 da SBDI-1, ambas do TST, respectivamente. Agravo de Instrumento não provido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 261/2006-069-03-40
Fonte DJ - 19/09/2008
Tópicos agravo de instrumento, horas extras, suspeição de testemunha.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›