TST - E-RR - 468450/1998


18/jun/2004

REVISÃO DA PROVA EM SEDE EXTRAORDINÁRIA. SÚMULA 126 DO TST. CARACTERIZAÇÃO DE CARGO DE CONFIANÇA. BANCÁRIO. Importa em revisão dos fatos, vedada pela Súmula 126 do TST, a conclusão da Turma que se fixa em aspecto do depoimento de testemunha considerado impreciso pelo Tribunal Regional e no nomen juris do cargo desempenhado por bancária, sem observar que, para caracterizar a confiança, é necessário o efetivo exercício de atribuição de chefia, que não foi reconhecido pela instância da prova. Recurso de Embargos de que se conhece e a que se dá provimento.

Tribunal TST
Processo E-RR - 468450/1998
Fonte DJ - 18/06/2004
Tópicos revisão da prova em sede extraordinária, súmula 126 do tst, caracterização de cargo de confiança.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›