TST - AIRR - 1133/2005-611-04-40


07/mar/2008

HORAS EXTRAS.ÔNUS DA PROVA. Não há como reconhecer violação aos artigos 333, I, do Código de Processo Civil e 818 da Consolidação das Leis do Trabalho porquanto corretamente aplicados os dispositivos atinentes ao ônus da prova. A prova oral produzida pelo obreiro comprovou que os cartões de ponto não reproduziam a real jornada de trabalho por ele cumprida, resultando demonstrada a prestação de horas extraordinárias. Agravo de instrumento a que se nega provimento .

Tribunal TST
Processo AIRR - 1133/2005-611-04-40
Fonte DJ - 07/03/2008
Tópicos horas extras.ônus da prova, não há como reconhecer.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›