TST - RR - 639631/2000


11/mar/2005

RECURSO DE REVISTA. TURNOS ININTERRUPTOS DE REVEZAMENTO. JORNADA SUPERIOR A SEIS HORAS DIÁRIAS. FIXAÇÃO MEDIANTE CONVENÇÃO COLETIVA. ALCANCE DA NORMA CONSTANTE DO ARTIGO 7.º, INCISO XIV, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988. A despeito do que estabelece a Orientação Jurisprudencial n.º 169, da SBDI 1, a fixação de jornada superior a seis horas diárias não pode ser admitida, quando inexiste qualquer contraprestação capaz de compensar o desgaste do trabalho praticado pelo sistema de turnos ininterruptos de revezamento, desgaste esse que constitui o principal motivo de se ter estabelecido previsão constitucional específica a respeito da matéria (artigo 7.º, inciso XIV, da CF/88). Assim sendo, prevalece a necessidade de se observar a jornada semanal reduzida de trinta e seis horas, sendo devida a contraprestação relativamente ao período que ultrapassar o referido limite. Recurso conhecido e desprovido.

Tribunal TST
Processo RR - 639631/2000
Fonte DJ - 11/03/2005
Tópicos recurso de revista, turnos ininterruptos de revezamento, jornada superior a seis horas diárias.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›