TST - A-AIRR - 8419/2002-900-03-00


11/mar/2005

AGRAVO GERENTE-GERAL DE AGÊNCIA CONFISSÃO DO RECLAMANTE MATÉRIA FÁTICA - ÓBICE DAS SÚMULAS Nos 126 E 287 DO TST - NÃO-DEMONSTRAÇÃO DO DESACERTO DO DESPACHO-AGRAVADO - MULTA POR PROTELAÇÃO. 1. O agravo de instrumento em recurso de revista do Reclamante pretendia afastar a tese adotada pelo Regional no sentido de que o Autor havia confessado, no seu depoimento pessoal, tratar-se de gerente-geral da agência (autoridade máxima), que não tinha controle ou subordinação direta a outro bancário que laborava na agência. 2. O despacho-agravado trancou o apelo com lastro nas Súmulas nos 126 e 287 do TST, em face da impossibilidade de se reverter o quadro fático desenhado pela instância soberana na derradeira análise da prova.

Tribunal TST
Processo A-AIRR - 8419/2002-900-03-00
Fonte DJ - 11/03/2005
Tópicos agravo gerente-geral de agência confissão do reclamante matéria fática, óbice das súmulas nos 126 e 287 do tst, não-demonstração do desacerto do despacho-agravado.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›