TST - AIRR - 1207/2000-095-15-00


11/mar/2005

PROVA TESTEMUNHAL. LIVRE CONVENCIMENTO DO JULGADOR. VALORAÇÃO DA PROVA. DESPROVIMENTO. 1.Não havendo notícia nos autos de que a testemunha, que prestou compromisso, foi declarada suspeita, o simples fato de o julgador sopesar o valor dessa prova não é suficiente para ofender o preceituado no artigo 405 do CPC, uma vez que esse é o seu dever legal. In casu, o Colegiado formou sua convicção considerando os fatos, o pedido formulado na inicial e os depoimentos das partes e da única testemunha arrolada pela Reclamante, procedendo à valoração das provas segundo seu convencimento.

Tribunal TST
Processo AIRR - 1207/2000-095-15-00
Fonte DJ - 11/03/2005
Tópicos prova testemunhal, livre convencimento do julgador, valoração da prova.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›