TST - RR - 636384/2000


01/abr/2005

GRATIFICAÇÃO SEMESTRAL PAGA MENSALMENTE. INTEGRAÇÃO. BASE DE CÁLCULO DAS HORAS EXTRAS. Não há como declarar contrariedade ao Enunciado 253 do TST, pois o fundamento do Regional para o deferimento da integração da gratificação semestral na base de cálculo das horas extras é o seu pagamento mensal. Os arestos trazidos a cotejo são inespecíficos (Enunciado 296 do TST). Recurso não conhecido.

Tribunal TST
Processo RR - 636384/2000
Fonte DJ - 01/04/2005
Tópicos gratificação semestral paga mensalmente, integração, base de cálculo das horas extras.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›