TST - RR - 712694/2000


01/abr/2005

MULTA DO ARTIGO 477 DA CLT. CONTROVÉRSIA EM TORNO DA DESPEDIDA DIRIMIDA EM JUÍZO. A aplicação da multa de que cogita o artigo 477 da CLT tem pertinência quando o empregador não cumpre o prazo ali estabelecido para a quitação da verbas rescisórias. No caso concreto, o reconhecimento do vínculo empregatício somente ocorreu judicialmente, de modo que, não havia como estabelecer prazo para a quitação das verbas rescisórias se era controvertida a própria existência da relação de emprego. Recurso de revista conhecido e provido.

Tribunal TST
Processo RR - 712694/2000
Fonte DJ - 01/04/2005
Tópicos multa do artigo 477 da clt, controvérsia em torno da despedida dirimida em juízo, a aplicação da multa.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›