TST - RR - 657732/2000


01/abr/2005

RECURSO DE REVISTA DO BANRISUL. IRREGULARIDADE DE REPRESENTAÇÃO ARGÜIDA PELO RECLAMANTE. De acordo com o entendimento consagrado pelo Enunciado nº 164 do TST, não se conhece de recurso de revista por irregularidade de representação, quando comprovado nos autos que o subscritor do recurso de revista, à época de sua interposição, não possuía poderes para praticar o ato. Tampouco há que se falar em mandato tácito, uma vez que a procuração por meio da qual se concediam poderes ao subscritor do recurso foi caçada por novo instrumento de mandato outorgado pelo reclamado a outros advogados. Recurso de revista não conhecido.

Tribunal TST
Processo RR - 657732/2000
Fonte DJ - 01/04/2005
Tópicos recurso de revista do banrisul, irregularidade de representação argüida pelo reclamante, de acordo com o.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›