STJ - HC 26770 / SP HABEAS CORPUS 2003/0013365-0


04/ago/2003

CRIMINAL. HC. LATROCÍNIO. AUSÊNCIA DE PROVAS DA PARTICIPAÇÃO DO
PACIENTE NO DELITO. ILEGALIDADE NÃO-DEMONSTRADA DE PRONTO.
IMPROPRIEDADE DA VIA ELEITA. NULIDADE DA SENTENÇA. CONTRADIÇÃO ENTRE
A FUNDAMENTAÇÃO E O DECISUM NÃO-CONFIGURADA. ORDEM DENEGADA.
O habeas corpus constitui-se em meio impróprio para a análise de
alegações que exijam o reexame do conjunto fático-probatório – como
a apontada ausência de provas que comprovem a participação do
paciente no delito pelo qual foi condenado, se não demonstrada, de
pronto, qualquer ilegalidade.
A desconstituição do julgado só é admitida em casos de flagrante e
inequívoca ilegalidade.
Não se reconhece a existência de vício na sentença condenatória por
contradição entre a fundamentação e o decisum, uma vez que o Juízo
monocrático descreveu, pormenorizadamente, a conduta do agente,
concluindo que sua participação era certa, razão por que devia
responder pelo resultado.
Ordem denegada.

Tribunal STJ
Processo HC 26770 / SP HABEAS CORPUS 2003/0013365-0
Fonte DJ 04.08.2003 p. 344
Tópicos criminal, latrocínio, ausência de provas da participação do paciente no delito.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›