TST - AIRR - 3893/2002-906-06-40


20/mai/2005

EQUIPARAÇÃO SALARIAL. DIFERENÇAS SALARIAIS. ÔNUS DA PROVA. 1. Não há como se reconhecer vulnerados os artigos 818 da CLT e 333, I, do CPC, quando o Regional concluiu não haver o empregador se desvencilhado do ônus probatório, considerando o fato de o próprio preposto desconhecer a diferença do trabalho desenvolvido pelo paradigma e o do Reclamante, tendo sua testemunha reconhecido, em depoimento, a identidade de funções necessária ao reconhecimento do direito à equiparação salarial. 2. Agravo de instrumento desprovido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 3893/2002-906-06-40
Fonte DJ - 20/05/2005
Tópicos equiparação salarial, diferenças salariais, ônus da prova.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›