TST - A-RR - 437/2002-201-04-00


20/mai/2005

AGRAVO BANCO SANTANDER MERIDIONAL HORAS EXTRAS LIMITAÇÃO DA CONDENAÇÃO AO PERÍODO ABRANGIDO PELA PROVA ORAL - NÃO-DEMONSTRAÇÃO DO DESACERTO DO DESPACHO-AGRAVADO MULTA POR PROTELAÇÃO. 1. A revista patronal versava sobre a limitação da condenação ao pagamento de horas extras ao período abrangido pela prova oral. 2. O despacho-agravado trancou o apelo com lastro na Súmula nº 333 do TST, uma vez que o entendimento adotado pelo Regional estava em consonância com o assentado na Orientação Jurisprudencial nº 233 da SBDI-1 desta Corte.

Tribunal TST
Processo A-RR - 437/2002-201-04-00
Fonte DJ - 20/05/2005
Tópicos agravo banco santander meridional horas extras limitação da condenação ao, não-demonstração do desacerto do despacho-agravado multa por protelação, a revista patronal versava.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›