TST - AIRR - 1056/2002-900-09-00


17/jun/2005

AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE REVISTA. SUCESSÃO DE EMPRESAS. RESPONSABILIDADE DA EMPRESA SUCESSORA. A decisão que declara a sucessão de empresas e fixa a sucessora como responsável pelas obrigações trabalhistas não viola os artigos 10 e 448, da CLT, quando o reconhecimento da sucessão se fundou no material colhido durante a dilação probatória, agindo o juízo, portanto, em consonância com o princípio da persuasão racional ou livre convencimento motivado, adotado pela expressão contida no artigo 131, do CPC. Assim, para se chegar a entendimento diverso, seria necessário o revolvimento de fatos e provas o que é vedado, nesta instância extraordinária, nos termos da Súmula 126, do C. TST. Agravo a que se nega provimento.

Tribunal TST
Processo AIRR - 1056/2002-900-09-00
Fonte DJ - 17/06/2005
Tópicos agravo de instrumento, recurso de revista, sucessão de empresas.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›