TST - AIRR - 49099/2002-900-02-00


07/out/2005

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HORAS EXTRAS. Estando a decisão revisanda amparada no conjunto fático-probatório dos autos, que reconheceu não terem sido pagas todas as horas extras quando cotejados os cartões de ponto e os recibos de pagamento, a rediscussão da matéria encontra óbice na Súmula 126 do TST. Agravo de Instrumento não provido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 49099/2002-900-02-00
Fonte DJ - 07/10/2005
Tópicos agravo de instrumento, horas extras, estando a decisão revisanda.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›