TST - AIRR e RR - 643463/2000


03/fev/2006

1 - AGRAVO DE INSTRUMENTO DO BANCO ITAÚ S.A. A ausência de prequestionamento da matéria inviabiliza o prosseguimento do recurso de revista (Súmula nº 297 do TST). Agravo de instrumento não provido. 2 - RECURSO DE REVISTA DO RECLAMANTE. NEGATIVA DE PRESTAÇÃO JURISDICIONAL. CARACTERIZAÇÃO. A necessidade de a decisão regional encontrar-se devidamente fundamentada, com enfrentamento das questões relevantes suscitadas pelas partes, é imprescindível para que o recurso de revista alcance conhecimento. Por outro lado, a Súmula nº 297 deste Tribunal, com vistas à configuração do prequestionamento, impõe a necessidade de emissão de tese explícita, na decisão recorrida, acerca da matéria objeto de impugnação no recurso. Logo o prequestionamento de todo o quadro fático e jurídico sobre o qual versa a demanda é obrigatório. A persistência da omissão, perpetrado pelo Tribunal Regional, mesmo após a oposição de oportunos embargos declaratórios, caracteriza a negativa de prestação jurisdicional. Recurso de revista conhecido e provido.

Tribunal TST
Processo AIRR e RR - 643463/2000
Fonte DJ - 03/02/2006
Tópicos agravo de instrumento do banco itaú s.a, a ausência de prequestionamento.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›