TST - RR - 10698/2002-900-02-00


31/mar/2006

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. O Tribunal Regional entendeu demonstrado que o Reclamante não tinha contato com equipamentos perigosos, bem como que as condições de trabalho não eram perigosas. Identifica-se, pois, que a pretensão do Reclamante busca o revolvimento de matéria de natureza fático-probatória, o que encontra óbice à revisão na orientação contida na Súmula 126 desta Corte. Recurso não conhecido.

Tribunal TST
Processo RR - 10698/2002-900-02-00
Fonte DJ - 31/03/2006
Tópicos adicional de periculosidade, o tribunal regional entendeu.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›