TST - AIRR - 712/2001-025-09-40


11/abr/2006

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HORAS EXTRAS. CARGO DE CONFIANÇA. GERENTE-GERAL. NÃO CARACTERIZAÇÃO. Uma vez consignado no v. acórdão do Eg. TRT de origem que o reclamante se submetia ao poder apenas do gerente geral, estando sujeito ao controle de jornada e que não há nos autos procuração conferindo poderes ao autor, correto o enquadramento na previsão do art. 224, § 2°, da CLT, porque não configurada a exceção do art. 62, II, da CLT. Ileso o art. 62, II, da CLT, tido por violado.

Tribunal TST
Processo AIRR - 712/2001-025-09-40
Fonte DJ - 11/04/2006
Tópicos agravo de instrumento, horas extras, cargo de confiança.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›